IST-Alameda

Como é estudar no Técnico Alameda?

Fiz a minha licenciatura em informática (LEIC), bem como o mestrado (MEIC) no pólo do IST Alameda. Nunca visitei o Taguspark, pelo que não posso fazer grandes comparações entre os dois campi. Contudo, posso partilhar a minha experiência nos últimos 5 anos.

O que mais gostei

  • Grandeza. Não falo apenas de área ou quantidade de edifícios. Este campus representa, na perfeição, a imponência da instituição que é o Instituto Superior Técnico. Além do emblemático pavilhão central ou das suas duas torres, encontramos ainda diversos serviços que nos facilitam a vida. Há ainda vários refeitórios, bares, papelarias, agências bancárias e até uma FNAC! Na verdade este campus é uma pequena cidade.
  • Acessibilidade. É fácil chegar à Alameda, seja de metro, autocarro ou comboio. Além disso ainda há o Shuttle — o autocarro grátis do IST. O Técnico é das poucas faculdades com espaços de estudo abertos 24h/dia.
  • Diversão depois das aulas. A vida académica não é só estudo. Se gostas de praticar desporto, a associação de estudantes proporciona-te desde desportos coletivos, a natação e kung-fu. Podes optar por participar numa das muitas organizações de estudantes (NEEIST, AEIST, SINFO, Hackerschool, Diferencial, etc.). Por último, também há diversão noturna na faculdade: quem não gosta de se divertir com os amigos à noite, após a entrega de um trabalho complicadíssimo?

Bom de mais para ser verdade

Para alguns, o ambiente da Alameda é pesado e austero, o que pode ser desmotivante. E apesar da dimensão da faculdade temos falta de espaço. Em alturas de exames e projetos, é muito complicado encontrar um local para trabalhar em grupo. Por existirem tantos cursos e cada um ter as suas instalações, acaba por haver pouca interação entre estudantes de diferentes áreas.

comer no IST Alameda

E depois há a comida… É sabido que o Social deixa algo a desejar. É comum no círculo de amigos haver alguém que já teve uma má experiência.

Se pudesse voltar a escolher…

… escolhia a Alameda, porque apesar de tudo tem sido uma experiência bastante positiva, que voltaria a viver.

Luís Rosado

Luís Rosado

Luís Rosado é estudante de Mestrado em Eng. Informática no IST. Gosta de utilizar programação para resolver problemas do dia-a-dia. Atualmente, está focado em terminar a tese de mestrado.