Dia-a-dia de um informático programador

É normal que ainda não saibas que licenciatura escolher ou que universidade frequentar. É uma decisão complicada, pois estás a fazer uma aposta com base em pouca informação.

Tu até gostas de tecnologia. A tua intuição diz-te para escolheres informática, um curso com alta empregabilidade, e depois logo se vê. Foi o que eu fiz e resultou.

Tomei a decisão de estudar informática sem conhecer as tarefas e responsabilidades de um informático, sem ter programado uma única linha de código e sem saber o que era o Linux ou uma linha de comandos. Yup.

É nestas alturas que dava jeito um “jardim zoológico de profissões”, onde pudéssemos ver os informáticos a trabalhar e assim ficarmos com uma ideia do que nos espera 😛

engineers in their natural habitat

Bem-vindo ao Matrix

Por piada, diz-se que os programadores transformam café em linhas de código. A verdade é que 80% do tempo vais estar sentado a fazer isso mesmo. Mas essas linhas de código podem mudar o mundo! É graças a elas que estás a ler este artigo.

  • Perceber o mundo do cliente (negócio) e as suas necessidades.
  • Reunir com o cliente e transformar as suas ideias em funcionalidades do sistema.
  • Estimar a complexidade e esforço de implementar uma nova funcionalidade.
  • Programar, isto é, escrever linhas de código numa linguagem de programação.
  • Testar manualmente que o nosso código faz o que o cliente pediu.
  • Programar esses mesmos testes para serem automáticos, rápidos e diários.
  • Garantir que o teu código é eficiente, escalável, seguro e legível por outros.
  • Investigar em fóruns, livros e palestras as melhores formas de trabalhar e programar.

programar codigo

A maior parte do tempo é isto que vais ver, linhas de código, tuas e de outros colegas. And there’s nothing wrong with that.

P.S: Se tiveres curiosidade, esse código está escrito em Python.

Diogo Nunes

Diogo Nunes é Mestre em Eng. Informática pelo IST. A sua visão é melhorar a vida das pessoas através da tecnologia. Além disso escreve para o blogue "The Geeky Gecko" e já conta com três livros publicados. A sua segunda paixão é a fotografia.