Começa a preparar a tua carreira como programador informático

Um bom programador deve ter a noção que vai ter de resolver muitos problemas, de forma responsável e autónoma. Os serviços de um informático podem ser necessários em qualquer área da nossa sociedade, por isso podes ser chamado para projetos em diversas áreas de mercado — desde banca, indústria, comércio, e-commerce e muito mais.

Existem certas competências (ou skills à inglesa) que um programador pode desenvolver para se destacar dos outros candidatos. Cabe-te a ti explorar ao máximo o teu potencial, seja a aprofundar conhecimentos ou a investigar novas tecnologias. São essas pessoas dedicadas que as empresas valorizam e recompensam.

Competências técnicas mais procuradas

Quando envias o teu curriculum vitae (CV) para te candidatares a um emprego, deves refletir se tens as competências técnicas adequadas para a posição a que te estás a candidatar. Existem três competências básicas para teres sucesso no mundo da programação:

  1. Ter um bom raciocínio lógico. Um programador resolve problemas recorrendo a código e algoritmos, logo sem um elevado nível de pensamento abstrato terás dificuldades a resolver os problemas que te vão ser colocados.
  2. Ser proativo na resolução de problemas. Os problemas vão aparecer sempre. Quantos mais resolveres e quanto mais eficiente te tornares, mais valioso para empresa te tornas. Além disso, terás o respeito e admiração da tua equipa.
  3. Saber inglês. É extremamente importante saber ler inglês, pois 99.99% da documentação, exemplos e livros estão escritos na língua inglesa. E se estás a pensar integrar uma equipa internacional, então também deves estar à vontade na comunicação oral.

Competências pessoais (soft skills)

Aliado às competências técnicas, um bom programador deve ainda ter um bom nível de concentração devido ao elevado volume/complexidade de trabalho com que vai lidar. Por vezes terás de falar com pessoas que não conhecem tecnologia e por isso deves ser capaz de adequar a tua comunicação e vocabulário a alguém a quem “router”, “proxy” e “badjoras” é tudo a mesma coisa. Ser curioso é vital e a aprendizagem constante desejável. O mundo da tecnologia está sempre a evoluir e se não o acompanhares ficas desatualizado — e ninguém gosta de software/hardware desatualizado certo? 😛

E o que ganho eu com isso?

Finalmente, uma das partes que mais poderá interessar a possíveis candidatos, o salário! O vencimento de um programador em Portugal situa-se entre os 900 e os 2500 euros mensais. Caso queiras trabalhar no Brasil, o intervalo de salários de programadores no Brasil situa-se entre os 950 e os 4800 reais, sendo a média salarial de 2285 reais.

É importante referir que a remuneração depende muito do tipo de projeto, da região, do tamanho da empresa e em especial da qualificação e experiência do candidato. Por isso, se queres um melhor salário, torna-te um melhor candidato!